Fui amante e resolvi contar a minha esposa - Aconteceu na minha VIDA

Fui amante e resolvi contar a minha esposa

No início do ano conheci um homem em uma festa e nós começamos a nos relacionar. Saíamos juntos, íamos a bares e restaurantes, ele frequentava a minha casa e conversávamos todos os dias por telefone.
Foto: Activa.sapo.pt
Ele é alguns anos mais velho do que eu. O tempo foi passando e eu fui me envolvendo cada vez mais, pois ele me tratava super bem e demonstrava ser uma pessoa bacana. Certo dia, ele me disse que estava “de rolo” com uma ex namorada, mas que eu não precisava me preocupar, pois não era nada que impedisse nossos encontros. Como ele citou as palavras “ex” e “rolo” eu fiquei tranquila, já que até então ambos éramos solteiros e livres para ficarmos com quem quiséssemos. Depois de alguns meses, acabei descobrindo que, na verdade, ele tem um relacionamento sério com a tal “ex” há vários anos e tem também um filho de 3 anos. Ele está prestes a se casar e de mudança para outro país.
Ele não me disse absolutamente NADA disso. Quando soube a verdade, fiquei péssima e contei a ele que havia descoberto… A essa altura eu já estava completamente envolvida e apaixonada, pedia para que não mantêssemos mais contato, mas ele continuava me procurando, ele sempre dava um jeito de contornar a situação com mentiras e estratégias manipuladoras. Continuamos a nos encontrar, quando em determinado momento percebi o grande erro que eu estava cometendo. Percebi que aquela situação não estava saudável e não era algo justo comigo mesma nem com a namorada dele.
Resolvi então entrar em contato com a mulher e relatar todo o caso, exatamente como foi. Porém, fui apedrejada, ao invés de ela me agradecer, me xingou, dizendo que ela não precisava saber disso, que eu invadi o espaço dos dois. Eu expliquei, que assim como eu estava sendo enganada, ela também estava sendo e eu não acho isso certo, por isso decidi contar.
O homem disse para ela que eu fui apenas uma “despedida de solteiro” e que nos encontramos pouquíssimas vezes, apenas para transar, o que não é verídico. Os dois permanecem juntos. Hoje, esse homem me enviou uma mensagem na qual me chama de puta, piranha e coisas do gênero.
De acordo com ele, eu sou uma pessoa ruim que tentou destruir uma família, tentou destruir a felicidade alheia. E o que ele fez comigo? Ele sim, invadiu minha vida de solteira, me enganou, e depois, quando eu resolvi não me submeter mais a esse papel, fui chamada de piranha.
É muito fácil chamar uma mulher de PUTA por não conseguir ser HUMANO o suficiente para assumir os próprios erros. Estou completamente arrasada, não só pela decepção enorme que tive com esse homem, mas principalmente pela mulher dele, que também preferiu me xingar e permanecer dentro de um relacionamento de mentiras, sem querer enxergar que eu quis apenas ajudá-la. Sou mulher, amo ser mulher e estarei sempre ao lado das mulheres.
Lamento por essa moça e tantas outras que se submetem a homens/pessoas que as colocam em situações do tipo, por incrível que pareça, o alvo da ira deixa de ser o namorado e passa a ser a “vadia que o desencaminhou”. Me impressiona mulheres que preferem fazer de conta que não se passa nada… É falta de amor-próprio.

Escrito por: Ana Júlia
Comente no Facebook

0 comentários:

Enviar um comentário