Pub

Sou Diogo, sou pianista, poeta, sofro de uma doença degenerativa, rara e incurável

Vou contar uma pequena história de Diogo Lopes, um miúdo de 16 anos, que já editou um livro, onde fala abertamente da sua doença. O Diogo, é pianista, e poeta, sofre de doença de Charcot-Marie-Tooth, uma doença degenerativa, rara e incurável. Numa altura, aos 16 anos, publica a sua segunda obra chamada” Baluartes” da (20/20) editora.

 
O seu primeiro livro chamado “Contrabaixo” em 2013, trata-se de um livro de poesia. Umas das coisas que ele refere sobre o que le e escreve ”As pessoas quando lêem uma história, não procuram só factos. Procuram uma história, muitas vezes, com a qual se possam

identificar”. Remata a seguir com: ”Achei que a minha história, do alto dos meus 16 anos(risos), tem alguns aspectos que merecem ser contados”.

Diogo, no seu ultimo livro fala da doença, da capacidade de ir por cima, de rir e de por vezes brincar com ela. Explica, o que é esta doença e ate promove debates sobre a mesma. É imprescindível conhecer, ler e tomar nota deste miúdo com um sentido de humor apurado, inteligente e que apesar da doença, nada o derruba.

Repórter de Memórias por: Rogério Rosa



Pub