Pub

Actor em queda livre

Estou a frequentar uma formação profissional, chamada Formação Vida Activa. Em Animação Sociocultural. De vários desempregados, encontrei um actor já com 30 anos de carreira, produtor e professor de teatro. Deu vários workshops e trabalhou com os mais importantes e influentes realizadores de cinema.
Foto: Verenafotografia.wordpress.com
Fez-me muita confusão, já que, tinha uma carreira sólida e um vasto e longo currículo. Foi bolseiro da Gulbenfian e trabalhou lá fora em projectos teatrais. Estava ali, porque caiu a pique no desemprego, e a ultima vez que deu um workshop.
 
Foi o ano passado. Eu, que também sou actor há mais de 30 anos, e ali, formando, e com limitações visuais, era natural, mas ver um colega, com depressão, ter desistido do teatro, e dedicar-se a outras actividades e com um ar, tão calmo, e ao mesmo tempo, um olhar de pena, onde aquela formação, não lhe iria trazer de novo, ao que ele já fazia há 30 anos.
 
Penso, que país é este, que deixa que os seus artistas, caiam a pique num mundo de desemprego, onde se perde a vontade, e onde cada formação possa ser uma mais valia, mas que em termos de trabalho, de ter uma obrigação, de continuar o contacto com o seu público, se tenha perdido. Este homem, perdeu essa capacidade de voltar a ser o produtor e o actor que era, mesmo querendo, voltar a ser professor de teatro e de ter projectos.

Sem identificação, porque relato um desabafo meu, como colega de formação e de carreira artística.

Escrito por: Rogério Rosa

Pub