Pub

Vivi anos nas ruas e descobri que era filho único de um multimilionário

Jerry Winkler, um holandês de 28 anos, vivia nas ruas de Amesterdão quando descobriu que era filho único de um multimilionário.
 
A vida de Jerry, deu então uma reviravolta na sua vida, como o próprio explica: «Foi uma transformação total. Um dia estava a dormir na rua e no outro dei comigo num apartamento no centro de Amesterdão com conta e dinheiro no banco».
Foto: G1.Globo
Jerry viveu uma infância traumática: acabou por ser internado num abrigo para menores e durante cinco anos foi empurrado de uma casa para outra, até que caiu na delinquência e dependência de drogas.
 
No entanto, dedicou-se a tentar encontrar o seu pai verdadeiro. Primeiro descobriu que sua mãe havia tido um caso amoroso no trabalho e, daí, as pistas levaram-no ao director da companhia, Alfred Winkler, um empresário milionário que havia morrido sem deixar herdeiros. Depois, encontrou um artigo num jornal de 2006 acerca do homem que poderia ser seu pai e entrou em contacto com o jornalista que o escrevera, avança a BBC.
 
Jerry procurou então a fundação à qual o pai havia doado toda a fortuna depois de morrer e foi sujeito, por pedido dos advogados responsáveis pela gestão da fundação, a um teste de DNA.
 
O resultado do exame demonstrou que a probabilidade de ser filho de Alfred Winkler era de 99,999%.
 
De acordo com o ex-sem-abrigo, «esse momento nunca será esquecido. O advogado chamou-me e quando me contou o resultado comecei a chorar, a sentir-me furioso, louco, tudo ao mesmo tempo».
 
O dinheiro que recebeu permitiu-lhe «ter uma casa, um carro, viajar», mas, mais importante, «um frigorifico cheio de comida». E explica que «às vezes, quando acordo de manhã na minha cama, ao lado de minha namorada, tenho que me beliscar para ver se estou acordado».

Pub