Esta é a carta que provavelmente nunca irás ler - Aconteceu na minha VIDA
loading...

Esta é a carta que provavelmente nunca irás ler

Esta é a carta que escrevo e que provavelmente nunca irás ler, mas isso não me preocupa, preciso de desabafar com o papel o ruído imenso que todo este silêncio gera. Vou entrar sem rodeios, estou farto de eufemismos, de guardar o que sinto porque sei que não sentes o mesmo, se não disser isto o meu cérebro explode, ele não aguenta mais…
Foto: Sérgio Lemos Figueiredo
Amo-te, sabes? É esse o meu maior problema, é amar-te, é acordar contigo no meu pensamento todas as manhãs e adormecer todas as noites a pensar em ti, é não saíres da minha cabeça nem por um segundo… Sei que somos amigos, e acredita que eu agradeço todos os dias ter a tua amizade, é a coisa mais preciosa que tenho, mas eu sinto algo mais por ti!
 
Quando estou contigo fico diferente, é como se me desses um pouco mais de vida, é o coração que acelera, são os pés que parecem querer levantar voo, é aquela vontade infinita de ficar a olhar para ti horas a fio, é olhar para os teus lábios e imaginar colar lá os meus, devagar… Quando te conheci não fazia ideia o que era o amor sequer, vieste dar sentido a essa palavra no meu dicionário, fizeste de mim a pessoa mais feliz do mundo, ainda hoje fazes, mas agora se por um lado consegues ser a razão da minha felicidade, por outro também consegues ser a razão da melancolia que se abate sobre mim tantas e tantas vezes!

Sei que já me amaste antes, tenho saudades daquela tua alegria que demonstravas sempre que escrevia para ti, da vontade que tinhas de falar comigo, das nossas coisas, já tínhamos o nosso futuro quase todo planeado, mas o meu prazo de validade depois passou e isso hoje não passam de memórias que tentas limpar, mas eu não consigo… Sabias uma coisa? Eu guardo todas as mensagens que trocámos desde que nos conhecemos, não as consigo apagar, se o fizer sei que sentirei um aperto gigante no peito! Por ti eu sei que vale a pena lutar até ao fim das minhas forças, és especial, por alguma razão és tão importante para mim mesmo apesar de teres sido a pessoa no mundo que mais me fez sofrer, contudo não sei até que ponto não seria sensato desistir de vez, eu já decidi fazê-lo, já tentei colocar outras pessoas na minha vida para que elas apagassem o rasto que deixaste, mas o coração não deixa, ele não quer trocar-te, ele grita loucamente por ti todas as noites, por isso me deito tão cedo, não quero ouvi-lo…
 
Estou cansado de o ouvir! Como o posso calar? É esta a pergunta que faço vezes sem conta, mas não sei onde achar resposta… Gostava de ter coragem de te olhar nos olhos e perguntar-te se ainda tenho uma chance, adorava saber o quanto importa para ti a minha presença na tua vida, acho que preciso de uma resposta tua, mas falta-me a coragem de falar contigo, porque olho para ti e esqueço-me de tudo, só me importa o teu sorriso e então a minha única preocupação é mesmo fazer-te sorrir mais e mais…

Os sorrisos que tentei colocar na minha vida para tentar esquecer o quanto amo o teu só serviram para mostrar que não te consigo esquecer, pois quando olhava para eles recordava o teu e pensava no quão mais bonito era… Houve um que ainda me conseguiu cativar um pouco mais que os demais, agarrei-me a esse, mas só me estava a enganar, enquanto o fitava pensava em ti, não te conseguia apagar do meu pensamento, e acredita que não havia nada que eu quisesse mais, a tua ausência na minha vida foi a coisa que mais me doeu, foi como se me tivessem aberto uma ferida muito funda bem no centro do peito!

Não sei o que fazer, não te quero perder, mas também não consigo mais lidar com toda esta enorme interrogação… Diz-me, devo desistir ou devo lutar por ti?

Alexandre Valério

Fonte: Sabes Muito
Comente no Facebook

0 comentários:

Enviar um comentário