Pub

Deixa o orgulho de lado e volta, volta para mim..

Mais um texto para reflectir. Parabéns Anabela.

Quero-te, quero que voltes, quero que dês tréguas ao imenso orgulho que nos separa um do outro.

Quero, quero que venhas, quero que enxugues as minhas lágrimas e que dês paz à minha mente turbulenta.


 
Foto: Sérgio Lemos Figueiredo

Quero que venhas para ambos podermos sorrir de novo.

Quero que apenas apareças para me pedir desculpa por teres quebrado o meu coração em pedacinhos.

Vem, olha-me nos olhos e diz-me que não fomos apenas uma história triste que pertence ao passado.

Vem, vem e diz-me que o nosso livro não foi fechado.

Diz-me que ainda iremos escrever muitas páginas juntos e tentar corrigir o que outrora foi quebrado.

Vem e diz-me que me amas, diz-me que não houve um único dia em que eu não tenha sido o teu primeiro pensamento quando acordavas e o último antes de dormir.

Quero, quero apenas que digas que ainda conheces cada parte do meu corpo e que não te imaginas com mais nenhum.

Eu amei-te mesmo que tenhas pensado que não, amei-te mesmo que tenhas duvidado.

Vem, e vamos começar de novo, sem vírgulas, pontos ou dúvidas.

Só preciso saber que tu queres isso tanto quanto eu.

Vamos esquecer as dores do passado e construir o futuro que a gente um dia tanto sonhou?

Texto de Anabela Guerreiro

Fonte: Já Foste

Pub