Deixem de tratar os animais como seres humanos, cresçam!! - Aconteceu na minha VIDA
loading...

Deixem de tratar os animais como seres humanos, cresçam!!

Não podia deixar de escrever algo sobre o assunto. Crianças atacadas por cães, idosos entregues em lares, falta de respeito para com os mais velhos, o que andam estas pessoas a fazer cá! Este Mundo anda virado do avesso, completamente.

Já tive animais, tanto em casa como em quintais ou terrenos. Muitos tipos de animais, não só cães. Sei o que é não ter condições para os ter e isso é muito mau. Mas também sei o que é ter condições e possibilidades (económicas também) para os ter.
Foto: Sérgio Lemos Figueiredo
Nunca em situação alguma deixei de considerar um animal, seja ele qual for, como a própria palavra o diz "animal". E tem de ser respeitado por isso. Deve ser alimentado, tratado e mais que tudo, amado. Não misturem, humanização com amor.....e penso que é aí que muitos pecam.

Nunca deixei sobrinho ou criança alguma sozinha com nenhum animal de estimação, pois sendo eles "animais" não se comportam nem raciocinam como nós, mesmo por mais inteligentes e treinados que sejam. Já vi muitos virarem-se contra os donos sem razão aparente e eram super bem tratados.




Vejo situações muito más hoje em dia e mais uma vez, os animais entram no baralho. Vejo pessoas a serem trocadas por animais de estimação, vejo pessoas a gastarem demasiado dinheiro com animais de estimação e com elas próprias vivem em dificuldade. Vi pessoas a levarem animais ao veterinário e a deixarem familiares sozinhos nos hospitais. Bem não tinha por onde contar o que tenho visto, mas uma das coisas que mais presenciei em Lisboa, foi, muitos idosos, com família, a terem de arranjar uma companhia (animal), caso contrário, estariam sozinhas e abandonadas. Sério, mexe ainda comigo, sou sensível a isso.

Primeiro, ninguém é substituível, nem por animal, e vice-versa. Devemos respeitar todos os seres vivos deste planeta e tentar, pelo menos tentar mudar em relação a isso.

Agora digam-me, que mentalidade é esta, em que um cão, animal de estimação pode estar em casa, dormir no sofá, comer ao nosso lado e ter todos os requintes humanos e no mesmo prato desse animal de estimação já esteve outro, vivo, mas porque não era cão nem gato teve de morrer e virar comida para o ser humano e para o cãozinho......giro não é, uns são animais de estimação outros animais de prato. Enquanto isto não mudar, vai ser difícil.

E olhem, levem os vossos filhos a uma quinta pedagógica, mostrem-lhes os cordeiros, as galinhas, as vaquinhas, mas não se esqueçam, quando chegarem a casa, digam-lhes que o jantar vai ser um deles. Não sei o que estes pais de hoje em dia pensam em relação a isto, pois já estive com os meus sobrinhos num local destes e achei degradante, mas nunca vi ninguém a questionar isto, onde anda a sensibilidade do ser humano?

Uma certeza tenho eu, como em quase tudo, quando não funciona ou quando a liberdade vira libertinagem, lá vêm as leis e os castigos (económicos), pois só assim o Português aprende, é pena.
 
Mentalidades retrogradas e desumanas.

Escrito por Sérgio Lemos Figueiredo


Comente no Facebook

4 comentários:

  1. Concordo que um animal é um animal, mas um animal normalmente humaniza-nos e torna-nos melhores seres humanos, Um erro não desculpa outro erro. Um animal, normalmente age por instinto, o Ser Humano age por interesse, pelo que o meu cão é tratado como um animal e com respeito, pois sei que não me engana, já os Seres Humanos...

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente!!! Eu também tive e tenho animais de diferente raças em exclusivo raça perigosa e o pior erro é serem tratados como animais. Ele são exatamente como nós!!! Se os tratarmos bem com amor ternura eles conseguem ser muito melhores do que qualquer ser humano... essa não cola

    ResponderEliminar
  3. Eu compreendo que isto é um blog meramente de opinião pessoal.. Ou pelo menos este texto é. Mas isto é um dos textos mais ridículos, egoista e narcisista que li nos últimos tempos. Para além de ser desprovido de fundamento chega ainda a ser cientificamente falacioso. Posto isto deixo apenas umas notas:
    1. O ser ser humano (Homo sapiens sapiens) é um ANIMAL, por isso seria bom que esse pensamento estivesse presente ao longo do texto.
    2. O ser humano, apesar de ter uma classificação taxonomica de fazer inveja a qualquer outra espécie (sapiens) geralmente tende a não fazer justiça dessa designação.
    3. O ser humano é o responsável por ter domesticado as espécies que nos são mais próximas nos dias de hoje (plantas que comemos, gado e animais de estimação) através de um processo denominado de selecção artificial.
    4. No entanto, algumas dessas espécies domésticas perderam o seu "propósito" ao longo dos tempos. Por outro lado, não têm qualquer hipótese de voltar ao habitat natural do seu ancestral mais próximo sem causar graves alterações no ecossistema em que se inserem.
    5. Assim, acho que é possível concordamos que o ser humano tem uma grande responsabilidade em por um lado, "cuidar" destas espécies domésticas (gado e plantas inclusive) e por outro, impedir que elas alterem dinâmicas vitais para o funcionamento dos diferentes biomas terrestres.. Afinal, a culpa foi nossa, do nosso egoísmo e da nossa sapiência, certo?
    6. Não sei o que tem o facto de termos responsabilidade ambiental e humana (digamos assim) perante os nossos animais de estimação, a ver com o facto de termos responsabilidade social e humana (mais uma vez, digamos assim) perante os idosos.
    7. Acho que podemos cuidar dos dois e dar carinho aos dois não?
    8. E mesmo que imperativamente não pudéssemos, tenho mesmo dificuldade em compreender o porquê desta comparação.. Para além do claro egoísmo que é tão característico da nossa espécie,não estou realmente a ver a ponte entre estes dois temas.
    9. Concordo sim que devemos ter atenção com os "nossos" idosos.
    10. E concordo que as camadas mais jovens (os que ainda não são idosos) por vezes mostram zero carinho e atenção pelos mais velhos mesmo que sejam os seus pais. O que para além de ser uma falta de respeito tremenda é também uma falta de valores, empatia e "humanização".
    11. No entanto também devemos ter atenção com os nossos animais de estimação.. E com muitas outras coisas mas não vale a pena alongar-me sobre este assunto.
    12. Essa parte a sugerir que não devemos levar um animal ao veterinário só porque o nosso avô, ou pai, ou seja, está hospitalizado foi mesmo a cereja podre em cima desta opinião desastrosa (no meu entender).
    Posto isto, não quero em nada menosprezar a sua opinião perante os seus leitores (cada ser humano tem direito à sua opinião), mas deixo a nota para que numa próxima em que pensar em opinar sobre dois temas complexos (mais uma vez, continuo sem compreender o porquê de ter feito uma ponte entre os dois, e sim eu li o texto na íntegra), ao menos tenha a gentileza de a fundamentar perante o leitor.
    PS. Como deve ter compreendido eu não falei sobre de questões de afeto.. Foi propositado! Entenda como quiser.

    ResponderEliminar
  4. Eu adoro animais, eles precisam de ser cuidados, amados e term atenção e neste momento não tenho nenhum porque mão tenho tempo para cuidar dele, mas daí até tratá-lo como humano, vai uma grande distância. Não gosto de ver videos em que poem o cão sentado como o homem, vestido, ou a andar só nas 2 patas traseiras. Será que já pensaram que isso não é confortável para o pobre bicho?? Não gosto de ver animais a dormir, agarrados oos recem-nascido, ou a lamberem-lhes a boca e não poria umm animal de estimação a dormir na minha cama, na minha almofada. No entanto, respeito, amo os animais, mas cada coisa no seu lugar e nada de enfeitar os pobres bichinhos. Tanto amor para dar, poderão dividir algum com os orfãos, que estão nas instituições, ansioso de um colinho ou com os velhotes abandonados nos lares.E de resto tratem bem e amem os vossos animais, como animais que são e isso é respeitar a sua essencia!

    ResponderEliminar