Pub

Deram-lhe 2 semanas de vida…

Achamos este texto interessante, procuramos saber mais dele, mas aparece em vários sites escrito desta forma. Podemos não saber da veracidade do caso em questão, mas, mesmo não sendo, sabemos que existem muitos alimentos que podem ajudar a curar muitas doenças. Em todo o caso é sempre necessário aconselhamento médico.


Quem tem filhos vai compreender ainda melhor o que esta mãe passou aos 37 anos de idade.
 
Sofrer com uma doença grave é horrível, mas é ainda pior quando se tem filhos para criar.

Uma mulher inglesa, natural de Liverpool, já tinha dois filhos pequenos quando foi diagnosticada com cancro no estômago.

Os médicos disseram que ela não tinha mais do que duas semanas de vida, pois a doença já estava a espalhar-se pelo pescoço, nódulos linfáticos e abdómen.

O que é que faria nesta situação?

Nathasha não desistiu! Foi bastante inteligente.

A primeira coisa que fez para reagir foi estudar tudo sobre o cancro juntamente com o marido.

Afinal, se for para morrer, que seja a lutar, não é verdade?

A quimioterapia não lhe parecia uma opção segura, muito menos agradável, pois sabia dos terríveis efeitos colaterais e da grande possibilidade do cancro retornar.

A maior motivação da luta eram os seus filhos.

Por isso dispôs-se a entrar numa rígida dieta.

Não confiando apenas na medicina tradicional, Nathasha iniciou o tratamento natural com receitas de sumos poderosíssimos.

Mas ela estudou muito antes de iniciar o seu tratamento natural.

Em pouquíssimo tempo, observou melhoras significativas.

A intenção era fortalecer o corpo para receber a “bomba” da próxima sessão de quimioterapia.

A melhora não foi vista apenas no corpo dela, mas também no psicológico.

Quem se preocupa com a saúde sabe que melhorar a dieta e reduzir o consumo de açúcar e alguns tipos de carne são passos importantíssimos.

Além desses, aumentar o consumo de cenouras e outros vegetais também ajudam a combater o cancro.

Ela conseguiu! Finalmente viu-se longe desse terrível mal.

Como gratidão e reconhecimento, a inglesa resolveu compartilhar a sua experiência de superação com outras pessoas que também necessitam.

Isso ocorreu em Julho de 2014. E o que era para acabar em menos de um mês está a durar até hoje.

Natasha queria ser professora do jardim de infância, mas resolveu formar-se em nutrição, graças à maravilhosa experiência.
 
Além do cancro, ela garante que muitas outras doenças podem ser tratadas com sumos e outros alimentos naturais.

Fonte e Foto: Muito Fixe

Pub


alegre (13) amor (163) Casamento (6) confições (197) destaque (180) divórcio (17) drama (12) elas (40) Ele (29) eles (38) familia (82) filhos (30) História (27) Mulher (18) Pedrógão Grande (6) Portugal (11) Relação (5) Repórter de memórias (3) Traição (10) triste (11) Viagem (10) viagens (41) vida (61)