Pub

Despedi-me para poder amamentar o meu namorado


Uma mulher está a gerar controvérsia nas redes sociais depois de ter anunciado publicamente que ia despedir-se do seu emprego para poder amamentar o namorado de 36 anos, de duas em duas horas.

Em declarações ao jornal The Sun, Jennifer Multord, natural de Atlanta, nos EUA, explicou que depois de ler sobre o assunto da amamentação decidiu que queria criar um vínculo forte com alguém, que geralmente acontece entre mãe e filho, tal como outros casais que conheceu na Internet.

Foi então que se lembrou de Brad Leeson, o seu amigo e namorado de infância. "Quando falei com o Brad foi como se se fizesse luz na cabeça dele. Eu posso dizer que ele ficou curioso e entusiasmado. Naquele momento eu percebi que tinha um parceiro para a vida. Nós queríamos a mesma coisa...um vínculo mágico que só se pode alcançar com a amamentação", explicou a mulher. Jennifer já não produz leite materno há 20 anos, altura em que foi mãe. No entanto, o casal tem tentado ao máximo induzir a lactação.

Para tal, a mulher dá de mamar ao namorado de duas em duas horas, utilizando até bombas mamárias para tentar extrair o leite. Para além de tudo isto, a mulher adicionou suplementos e nutrientes à sua dieta, de modo a ajudar na produção de leite.

Brad garante que acredita que o leite materno possa trazer benefícios ao seu corpo, uma vez que é culturista e pratica bastante exercício físico. O casal está a ser fortemente acusado de banalizar o processo da amamentação e de o sexualizar.

"É ridículo o que eles estão a fazer. Estão apenas a aumentar a ideia de que a amamentação é sexual e estão a fazer com que as mães se sintam cada vez mais envergonhadas de o fazer em público com os seus bebés. O leite materno não traz benefícios médicos aos adultos. O leite materno é só para bebés", pode ler-se num dos muitos comentários que inundaram as páginas de Facebook do casal.

Fonte e foto: CM